top of page
Buscar
  • Foto do escritorKultua LTDA

CEO da Kultua elenca 3 tendências do setor de recursos humanos para este ano

Atualizado: 18 de mai. de 2023

Especialista em diagnósticos de cultura, Lívia Brandini enfatiza que estratégias de People Analytics personalizadas aplicadas em IA serão uma das novidades neste ano



O Relatório Tendências de gestão de pessoas 2023 (GPTW) reuniu informações, análises e previsões para o segmento de RH e Gente & Gestão. Expressões como “desenvolvimento de liderança”, “cultura organizacional” e tantas outras que aparecem na pesquisa fazem cada vez mais parte do vocabulário e do dia a dia do setor de RH. Mas nem sempre foi assim.


Antes restrito a funções burocráticas e exclusivas de recrutamento e seleção, o departamento atualmente ostenta maior ligação ao desenvolvimento humano e cultural, além da potencialização de competências e de resultados que buscam melhorar o bem-estar dos colaboradores por meio de ferramentas, estratégias e ações. De acordo com o mesmo relatório, 50,8% dos entrevistados dizem que a prioridade do setor de gestão de pessoas em 2023 será o desenvolvimento e capacitação das lideranças.


Acompanhar as transformações do RH é fundamental para condicionar a empresa à inovação e, consequentemente, para construir equipes de alta performance, com grande diferencial no mercado de trabalho.


O mercado de empresas especializadas em consultoria de RH tem crescido também. A Kultua, por exemplo, é a peopletech pioneira em Diagnósticos de Cultura personalizados e em profundidade para empresas e suas consultorias parceiras. Em dois anos, a startup entregou mais de 30 análises culturais para variados tipos de organizações. A CEO da empresa, Lívia Brandini, elenca 3 fatores que devem ser tendências para o setor de RH em 2023:


1. Cultura organizacional

O conceito de cultura vem ganhando cada vez mais espaço para discussão e aprendizado. Atualmente, profissionais buscam por oportunidades de emprego em empresas nas quais tenham identificação com a missão, valores e propósitos do negócio. Por isso, uma cultura organizacional fortemente estruturada e alinhada é fundamental para o sucesso do empreendimento.


“Assegurar meios de trabalho saudáveis, com culturas inclusivas e positivas é a saída para proporcionar uma boa experiência para os funcionários, que retribuirão com bons resultados e muita produtividade, em uma verdadeira relação ganha-ganha”, destaca a empreendedora.


2. Desenvolvimento de liderança

O desenvolvimento de lideranças é apontado como prioridade da área de gestão de pessoas, segundo o estudo ‘Relatório Tendências de gestão de pessoas 2023’. Seguindo essa tendência, o mercado deixa claro que, sem lideranças qualificadas e integradas com as estratégias organizacionais, obter sucesso nos negócios se torna mais difícil.


As conhecidas soft skills são características fundamentais nas lideranças. Facilidade de adaptação e resiliência, por exemplo, são atributos que exemplificam o mundo em que vivemos hoje, marcado por constantes transformações. A empatia é a qualidade mais valorizada para 46,8% dos entrevistados, mostrando que a gestão humanizada veio para ficar.


“Entretanto, o olhar estratégico para o negócio não pode ser deixado de lado. Na verdade, é necessário uni-lo aos traços citados acima para que todas as estratégias sejam favoráveis para as pessoas e para os resultados das empresas, objetivando ambientes de trabalho mais agradáveis”, ressalta Lívia.


3. People analytics personalizados e IA aplicada à escuta de colaboradores

A escuta ativa e em profundidade é também parte fundamental do escopo do RH em 2023. Para unificar e analisar as informações transmitidas pelos colaboradores, de forma individual e personalizada, desde percepções de cultura, gestão e até mesmo o clima do ambiente corporativo, a Inteligência Artificial entra como meio catalisador desses dados com recursos de Big Data.


E a partir da análise das informações, considerando respostas quali-quantitativas sobre padrões comportamentais e relacionais, as empresas podem visualizar quais desafios merecem mais atenção para amenizar e/ou sanar os problemas. Assim, conseguem recalcular rotas e investir em estratégias de melhorias em gestão de pessoas.


14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page